Dia Internacional da Mulher: 5 mulheres brasileiras que fizeram a diferença na história do país

Hoje, dia 08 de março é comemorado o Dia Internacional da Mulher, um dia que celebra a luta e as conquistas de mulheres que sofreram no passado para podermos chegar onde estamos.

Depois de muitos anos de protestos e de muitos mártires ao redor do mundo, a ONU reconheceu o dia 8 de março como dia internacional da mulher em 1975.

Nesse dia, gostaríamos de lembrar de mulheres fortes e empoderadas que fizeram a diferença no nosso país. Confira abaixo:

Dandara dos Palmares

mulheres-brasileiras-que-fizeram-historia_01

Se ouve muito falar de Zumbi dos Palmares, um dos maiores e o mais conhecido líder quilombola. Mas muitas pessoas negligenciam e esquecem que ao lado dele, estava Dandara dos Palmares, sua companheira de luta e de vida. A história de Dandara é uma incógnita, mas a certeza que temos é que ela nunca fugiu de uma briga, lutava capoeira, caçava muito bem e sabia manusear as armas. Dandara suicidou-se em 1694 durante a tomada do Quilombo dos Palmares, junto com outros companheiros quilombolas.

 

Maria Quitéria

Domenico_Failutti_-_Maria_Quitéria

Maria Quitéria lutou pela independência do Brasil no século XIX. Naquela época as mulheres eram proibidas de irem para guerra, mas Maria simplesmente foi contra as regras, se vestiu como homem e se apresentava como soldado Medeiros aos outros oficiais. Foi desmascarada pelo seu próprio pai, mas seu comandante a defendeu e ela continuou lutando.

 

Roberta Close

roberta close

Roberta Gambine Moreira, mais conhecida como Roberta Close, foi a primeira celebridade transexual do Brasil e deu visibilidade pra causa num tempo em que ninguém falava sobre isso em lugar algum. Roberta fez sua cirurgia de redesignação sexual em 1989 na Inglaterra e começou sua luta para mudança legal de seu nome, que só foi concedido em 2005.

 

Maria da Penha

mariadpenha2106755

Aos 38 anos, Maria ouviu um barulho muito alto em seu quarto. Tentou levantar mas não conseguia. Seu então marido havia atirado nela. Maria ficou entre a vida e a morte por mais ou menos 4 meses. Perdeu então a mobilidade das pernas. Ao voltar pra casa, seu marido tentou eletrocutá-la enquanto ela tomava banho. O curioso dessa história é que ninguém sabia que Marco, economista e professor universitário colombiano, tentou assassinar sua esposa. Com um interrogatório da Secretaria da Segurança, foram encontradas várias contradições nos depoimentos de Marco que concluíram que ele era o autor das tentativas de homicídio. Ele não confessou nada. Depois de 19 anos de muita luta, esse longo processo serviu de inspiração, exemplo e força para muitas mulheres após a promulgação da Lei Maria da Penha em 2006.

 

Dilma Rousseff

brazil-dilma-rousseff

Dilma foi a primeira mulher a assumir a Presidência da República do Brasil. Antes de ser presidente, durante o governo Lula, Dilma atuou como Ministra das Minas e Energia e posteriormente da Casa Civil. Em 2010 foi escolhida pelo Partido dos Trabalhadores para concorrer à presidência. Durante a Ditadura Militar, Dilma foi presa por seus ideais políticos irem serem alinhados ao socialismo.

Que não nos lembremos das mulheres apenas durante um mês, mas sim, por infinitos anos. Viva às mulheres!

Texto: Beatriz Figueirôa

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s