Tag Archives: Educomunicação

CURSO DE COMUNICAÇÃO COMUNITÁRIA 2019 | 2º SEMESTRE | INSCRIÇÕES ABERTAS E GRATUITAS

O PROJETO COMCOM PIMENTAS oferece o Curso de Comunicação Comunitária onde o aluno tem a possibilidade de entender e experimentar a produção comunitária com informações baseadas nas mídias Rádio, TV, Jornal e Internet, e pautas que atendam a comunidade, além de noções de uma produção audiovisual com foco no trabalho colaborativo entre os alunos e seus educadores.

arte_curso2SEM2019_instagram-facebook

LINK P/ INSCRIÇÃO ONLINE: https://forms.gle/bQjh4CzwSJ6ZTGDi9

Você terá a oportunidade de aprender a produzir videorreportagens, documentários, podcasts, jornais, vinhetas e etc.

A oficina é gratuita e tem a duração de dois meses. A idade mínima para participar é de 12 anos. Não existe idade máxima, nem nível de escolaridade. Para certificação é necessário 75% de participação.

Primeiro dia de aula: 23 de setembro de 2019.

As aulas serão todas as segundas e quartas.
Horário das 14hrs às 17hrs

Local: Rua Antônio Dias Santos, 254, no bairro Jardim Alice. Próximo ao bairro Conjunto Marcos Freire e à escola estadual Profª Alayde Maria Vicente.

 

Anúncios

[OFICINAS] Oficina de Colagens Manuais

A Oficina de Colagens Manuais tem a proposta de reflexão e discussão do processo artístico de colagem, que une fragmentos e os conecta com mundos diferentes, construindo uma nova estética e narrativa.

Oficina de colagem manual NW cartaz

A oficina terá a seguinte programação:

  • Introdução sobre a história da colagem;
  • Apresentação de modos de colagens visuais;
  • Técnicas artísticas;
  • Práticas de composição de colagens.

Então você, que gosta ou tem curiosidade na linguagem da colagem, da conexão de universos opostos e da liberdade de criação através de figuras dessemelhantes, venha ter o prazer de construir novas realidades conosco.

Se possível, trazer os seguintes materiais (mas se não tiver, não tem problema):

  • Revistas ou livros p/ recortar;
  • Tesoura;
  • Régua;
  • Cola.

Educadores: Nicole Santos e Wallace José
Data: 01 e 02 de Julho
Horário: 14h às 17h
Oficina Gratuita

EVENTO | Cultivando de Norte a Sul

No próximo sábado, dia 23, teremos Cultivando de Norte a Sul. Um grandioso evento no bairro do Sítio São Francisco, na região dos Pimentas, que deverá reunir todos os projetos sociais e parceiros participantes do processo de urbanização da CDHU.

O horário serás das 14h as 20h. E o local da atividade será em uma área da Avenida Norte Sul, com a Rua Santiago e a Rua João de Barros.

Estão todos e todas convidadas e convidados!

WEB-Cultivando-de-Norte-a-Sul(1)

INSCRIÇÃO: Curso Gratuito com Certificação – COMUNICAÇÃO COMUNITÁRIA

comunicação comunitária

No dia 10 de setembro, iniciarão as aulas no nosso novo curso de Comunicação Comunitária!

Com um formato repaginado, unindo Jornal, TV e Rádio, os participantes terão a oportunidade de experimentar todas as áreas da comunicação.

Você terá a oportunidade de aprender a produzir videorreportagens, documentários, podcasts, jornais, vinhetas e etc. E o mais importante, poderá apresentar as pautas da sua comunidade e dar protagonismo ao seu bairro e seus vizinhos.

Os cursos acontecem todas as segundas, quartas e sextas das 14hrs às 17hrs.

O local é Rua Antônio Dias Santos, 254, no bairro Jardim Alice. Próximo à escola estadual Profª Alayde Maria Vicente.

A oficina é gratuita e tem a duração de dois meses. A idade mínima para participar é de 12 anos. Não existe idade máxima, nem nível de escolaridade. Para certificação é necessário 75% de participação.

As inscrições estão abertas e você não pode perder!

Para se inscrever: Clique aqui!
ou por e-mail: projetocomcom.pimentas@gmail.com ou no local.

Aproveite e confira o vídeo infográfico com a trajetória do Projeto Comcom Pimentas nesses últimos 5 anos:

Jogo de Cena – II

Em seus quatro anos de oficinas básicas de comunicação oferecidas ao público em geral, o Projeto Comcom Pimentas atingiu em média mais de 500 moradores da região onde atua e dos arredores. Desse número, uma boa parcela de educandos se formaram dentro dos três campos midiáticos que são trabalhados: Jornal, TV e Rádio. Entre eles, alguns permaneceram no projeto, tendo suas vidas influenciadas pela experiência nas aulas e produções, e até o momento continuam articulando e produzindo em novas instâncias de aprendizado que são o Intermediário e o Avançado. Além disso, estão também desenvolvendo uma formação como educomunicadores, ministrando oficinas e workshops como forma de reproduzir e compartilhar o conhecimento adquirido dentro do processo das atividades realizadas no projeto.

Dito isso, nós agora iniciamos uma nova série de vídeos chamada Jogo de Cena, onde os educandos formados, ainda atuantes, dão depoimentos sobre suas experiências no projeto e como suas vidas foram transformadas a partir delas.

Confira agora:

Jamilly Oliveira – Educanda da Oficina Básica de TV

 

Renata Santos – Educanda do Intermediário da TV

Vitória Gualberto – Educanda do Intermediário de Rádio, sonoplasta do programa Pimentas no Ar, produtora, roteirista e editora do programa Estação Teen e co-educadora na Oficina de Rádio.

 

Confira a primeira postagem desta série: Jogo de Cena – I

Jogo de Cena – I

Em seus quatro anos de oficinas básicas de comunicação oferecidas ao público em geral, o Projeto Comcom Pimentas atingiu em média mais de 500 moradores da região onde atua e dos arredores. Desse número, uma boa parcela de educandos se formaram dentro dos três campos midiáticos que são trabalhados: Jornal, TV e Rádio. Entre eles, alguns permaneceram no projeto, tendo suas vidas influenciadas pela experiência nas aulas e produções, e até o momento continuam articulando e produzindo em novas instâncias de aprendizado que são o Intermediário e o Avançado. Além disso, estão também desenvolvendo uma formação como educomunicadores, ministrando oficinas e workshops como forma de reproduzir e compartilhar o conhecimento adquirido dentro do processo das atividades realizadas no projeto.

Dito isso, nós agora iniciamos uma nova série de vídeos chamada Jogo de Cena, onde os educandos formados, ainda atuantes, dão depoimentos sobre suas experiências no projeto e como suas vidas foram transformadas a partir delas.

Confira agora:

Naily Martins – Educanda da Oficina Básica de TV

Wesley Souza – Educando do Intermediário de Jornal e TV, Cineasta, Fotógrafo, Editor de Fotos e Diagramador e Graduando de Licenciatura em Artes Visuais na UFOB (Universidade Federal do Oeste da Bahia)

Alan Neves – Educando do Intermediário de TV

‘As cores da urbanidade’

Lançamento do livro ‘As cores da urbanidade’ no MCB mostra o trabalho social com moradores dos bairros-cota de Cubatão de autoria da jornalista Lorette Coen, livro terá lançamento realizado pelo Museu da Casa Brasileira em 27 de abril.

‘As cores da urbanidade’

‘As cores da urbanidade’

O trabalho técnico social da Companhia Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) como parte substancial do projeto para a recuperação ambiental da Serra do Mar, em Cubatão (SP), é tema central do livro “As cores da urbanidade”, da jornalista Lorette Coen. Publicada em português e inglês, a obra será lançada nesta quinta-feira, 27 de abril às 19h, em evento realizado pelo Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo. A entrada é gratuita.

A autora relata o trabalho sociocultural integrado a um plano de requalificação urbana que acompanha a intervenção do Governo do Estado nos bairros-cota de Cubatão, no âmbito do Programa Serra do Mar. As inúmeras imagens que ilustram o livro foram registradas, ao longo desse processo, pelo Projeto Com Com de comunicação comunitária, que integra o trabalho social da CDHU.

‘As cores da urbanidade’

‘As cores da urbanidade’

Nos bairros-cota, um pequeno laboratório urbanístico se instalou e as suas experiências são narradas e analisadas no livro. Uma metamorfose ocorre no local: no bairro Cota 200, moradores tornaram-se habitantes de uma vila colorida, decorada e equipada, provida de ruas e espaços públicos, onde antes eram vielas sem infraestrutura. Esses moradores são atores dessa mudança, visível em suas moradias, nas paredes pintadas e nos mosaicos, que espelham sua identidade.

Lorette Coen, que também é ensaísta e curadora de exposições, descreve no livro o processo, as resistências, os obstáculos e as formas da ação. Mostra como um trabalho artístico alimentou e fortaleceu o projeto social, assim como contribuiu para a construção da confiança entre a população e a equipe do projeto estadual.

“Com a realização deste lançamento o MCB se coloca mais uma vez como espaço que centraliza o debate das questões ligadas à urbanização, ocupação do território e cidadania, consolidando sua vocação para os temas em questão”, afirma Miriam Lerner, diretora geral do Museu da Casa Brasileira.

O trabalho técnico social da CDHU junto às comunidades não se limita ao reassentamento das famílias residentes na Serra do Mar. São atividades e projetos voltados à cidadania, cultura, identidade com o espaço habitado, promoção da autonomia e emancipação comunitária, requalificação profissional, geração de renda e sustentabilidade.

A metodologia utilizada está centrada na promoção de ações voltadas à participação e ao engajamento efetivos da população, concretização de espaços de fortalecimento da cidadania e no desenvolvimento sustentável do território. Com a mudança uma nova identidade comunitária, surge e busca-se a valorização da identidade existente das pessoas antes do processo.

Entre os trabalhos desenvolvidos estão os projetos “Agentes Comunitários de Urbanização”, pelo qual são formados interlocutores da comunidade com a CDHU; “Arte nas Cotas”, de oficinas artísticas de pintura, estêncil e mosaico; “ComCom”, que produz programas de rádio, debates, entrevistas e matérias para o jornal da comunidade; “Núcleo de Economia Solidária e Desenvolvimento Local”, que desenvolve atividades de geração de renda; “Cota Viva”, com objetivo de promover ações práticas e educativas de meio ambiente; e  “Turismo de Base Comunitária”, voltado à sustentabilidade do novo bairro.

SERVIÇO

 Lançamento do livro: As cores da urbanidade

27 de abril, quinta-feira às 19h – entrada gratuita

Local: Museu da Casa Brasileira (11) 3032.3727

Av. Brig. Faria Lima, 2705 – Jd. Paulistano