Tag Archives: pimentas

[OFICINAS] Oficina de Colagens Manuais

A Oficina de Colagens Manuais tem a proposta de reflexão e discussão do processo artístico de colagem, que une fragmentos e os conecta com mundos diferentes, construindo uma nova estética e narrativa.

Oficina de colagem manual NW cartaz

A oficina terá a seguinte programação:

  • Introdução sobre a história da colagem;
  • Apresentação de modos de colagens visuais;
  • Técnicas artísticas;
  • Práticas de composição de colagens.

Então você, que gosta ou tem curiosidade na linguagem da colagem, da conexão de universos opostos e da liberdade de criação através de figuras dessemelhantes, venha ter o prazer de construir novas realidades conosco.

Se possível, trazer os seguintes materiais (mas se não tiver, não tem problema):

  • Revistas ou livros p/ recortar;
  • Tesoura;
  • Régua;
  • Cola.

Educadores: Nicole Santos e Wallace José
Data: 01 e 02 de Julho
Horário: 14h às 17h
Oficina Gratuita

Anúncios

IAU do Sítio e as Primeiras Pinturas de 2019

 

É o segundo ano do Intervenções Artísticas na Urbanização do Sítio São Francisco e trazemos um panorama em vídeo elencando a dimensão da região dos Pimentas e do bairro Sítio São Francisco e o nível e quantidade de obras realizadas pelos artistas do projeto até o momento.

Neste primeiro semestre os artistas que estão participando são Fernando “FND” ManoelSandro “SRPK” Roberto e Brisola Moutinho.

Fernando Manoel, vulgo FND, é um grafiteiro morador da região dos Pimentas, mais precisamente o bairro Jardim Alvorada. Está no projeto desde o primeiro mural, o qual contribuiu com a pintura do artista Paulo O’Meira junto com Rogério IRC. Também participou na colagem do lambe de Raul Zito. Este ano vem realizando uma série de pinturas exaltando figuras nacionais e a fauna e flora brasileira.

Confira algumas imagens das suas últimas pinturas.

SPRK é um dos grafiteiros guarulhenses, morador da região do Cocaia, que compõe nosso rol de artistas. Realizou no último mês (maio) a sua segunda contribuição para a galeria urbana que estamos construindo no bairro do Sítio São Francisco. Ele já havia participado no ano passado com a pintura do primeiro escadão no projeto, ao lado dos artistas Credo e Rim Charadia. Seu trabalho desta vez foi a pintura da nossa segunda escadaria, que fica localizada na Viela Projetada 10A, entre a Rua Dez e a Rua Onze do bairro. Sua obra é uma composição de séries de formas quadriculadas coloridas sobrepostas a grandes painéis preenchidos de tintas sobre o chão, indo de tons quentes até os mais frios.

O mais recente artista a participar deste projeto é o Brisola Moutinho, um grafiteiro paulistano de longa estrada, inclusive já participou do Museu Aberto de Arte Urbana, por exemplo. Sua obra nas intervenções artísticas faz parte de uma série sua chamada “Cores Sonoras”, fazendo uma homenagem a forte expressão e presença de imigrantes nordestinos na região com a enorme ilustração de um sanfoneiro e um casal dançando ao som do baião.

Confira os perfis dos artistas no Instagram:

 

Palavra do Educando – Wesley Gabriel

wg_palavra

Meu nome é Wesley Gabriel, tenho 23 anos, moro no Conjunto Marcos Freire, em Guarulhos e sou educador, cineasta e fotógrafo.

Cheguei no Comcom Pimentas em meados de 2013. Na época eu cantava rap e tinha feito uma música relacionada ao bairro Sítio São Francisco e sua urbanização, por conta disso, fui convidado pelo agente comunitário Léo Lima para participar de uma matéria do jornal Sítio em Ação. A partir desse encontro, fui informado sobre as oficinas das três mídias (Rádio, TV e Jornal) e participei de todas, inclusive sou da primeira turma aberta dos cursos de Comunicação Comunitária.

Comecei como educando, fui me aperfeiçoando tanto aqui quanto fora, fazendo outros cursos, buscando conhecimento da mídia. E hoje, após quase seis anos, dou aulas e faço a direção do segmento de vídeos do projeto aqui nos Pimentas.

Este ano, 2019, consegui pelo ProUni uma bolsa integral e decidi cursar Fotografia (curso tecnólogico) na UNG. Escolhi o curso por que ele está relacionado com a minha área que é o Cinema e o Audiovisual. Antes de entrar na faculdade, já tinha feito outros cursos técnicos da mesma área, como cinema e direção de fotografia. Então já tenho uma experiência no ramo, mas não uma graduação.

O próprio Projeto Comcom Pimentas me deu experiência e conceitos em fotografia no vídeo. Tenho aproveitado bastante neste primeiro semestre essa relação: o que aprendo na prática no projeto, desenvolvo na teoria na faculdade e vice-versa.

Palavra da Educanda – Nicole Pinheiro

Untitled-1

Meu nome é Nicole Pinheiro, tenho 20 anos, moro no Jardim Maria de Lourdes, em Guarulhos e sou colagista manual.

WhatsApp Image 2019-04-12 at 16.14.57 (1)

Eu conheci o Comcom Pimentas através de redes sociais em 2014, porém, meu contato foi somente em 2018 quando realizei o curso de comunicação comunitária. O curso me ajudou muito a entender as diversas áreas de atuação de um comunicador, além de me proporcionar uma maior extroversão e destimidez pessoal.

whatsapp-image-2019-04-12-at-16.14.57.jpeg

Desde então, tenho me envolvido com o projeto de forma efetiva atuando principalmente no campo da TV. Em 2019, entrei na Universidade Federal de São Paulo no curso de História da Arte, e tenho desenvolvido diversos projetos pessoais artísticos com o apoio do Comcom.

Sinto que estou em constante evolução graças aos aprendizados que o Comcom Pimentas me proporcionou, e espero que isso seja só o começo de uma longa jornada de produções e vivências artísticas.

WhatsApp Image 2019-04-12 at 16.14.58

 

CURSO DE COMUNICAÇÃO COMUNITÁRIA 2019 | INSCRIÇÕES ABERTAS E GRATUITAS

WhatsApp Image 2019-03-14 at 10.15.21

O PROJETO COMCOM PIMENTAS oferece o Curso de Comunicação Comunitária onde o aluno tem a possibilidade de entender e experimentar a produção comunitária com informações baseadas nas mídias Rádio, TV, Jornal e Internet, e pautas que atendam a comunidade, além de noções de uma produção audiovisual com foco no trabalho corporativo entre os alunos e seus educadores.

LINK P/ INSCRIÇÃO ONLINE: https://goo.gl/forms/5jkoi3KjqMdFoxpB3.

Você terá a oportunidade de aprender a produzir videorreportagens, documentários, podcasts, jornais, vinhetas e etc.

A oficina é gratuita e tem a duração de dois meses. A idade mínima para participar é de 12 anos. Não existe idade máxima, nem nível de escolaridade. Para certificação é necessário 75% de participação.

Primeiro dia de aula: 20 de março 2019.
As aulas serão todas as segundas e quartas.
Horário das 14hrs às 17hrs
Local: Rua Antônio Dias Santos, 254, no bairro Jardim Alice. Próximo à escola estadual Profª Alayde Maria Vicente.

EVENTO | Cultivando de Norte a Sul

No próximo sábado, dia 23, teremos Cultivando de Norte a Sul. Um grandioso evento no bairro do Sítio São Francisco, na região dos Pimentas, que deverá reunir todos os projetos sociais e parceiros participantes do processo de urbanização da CDHU.

O horário serás das 14h as 20h. E o local da atividade será em uma área da Avenida Norte Sul, com a Rua Santiago e a Rua João de Barros.

Estão todos e todas convidadas e convidados!

WEB-Cultivando-de-Norte-a-Sul(1)

Performance de Dança nas Intervenções Artísticas do Sítio São Francisco

No fim de janeiro, dia 27, saiu a videodança com uma performance de dança filmado no coração do bairro Sítio São Francisco, na região dos Pimentas. As ruas, os comércios e as lajes são os cenários que compõe a narrativa que mapeia as paisagens da periferia guarulhense.

A coreografia ficou por conta dos dançarinos Hélio Lima e Pretah Thais, enquanto a elaboração audiovisual contou com o videomaker e editor Reginaldo “R3GIN4LDO” Lustosa, a fotografia de Thaiany Coimbra e a produção de Sheila Souza. A música é do rapper Rincon Sapiência e chama-se “Placo”, lançada no último ano.

Entre os lugares que protagonizam o vídeo, estão algumas das obras das Intervenções Artísticas na Urbanização do Sítio São Francisco. Entre elas, o gigantesco lambe-lambe produzido pelo artista Raul Zito, localizada na Rua Santiago, e a pintura da revitalização da escadaria da Rua Onze, próximo ao número 166,  feito pelos grafiteiros Eduardo “Credo” Marinho, Rim e Cadu.

Confira abaixo o videoclipe: